26/07/2006

Tô com sede

Esse foco no olhar sob a perspectiva do tempo que você sugere como alternativa ao meu desejo por você, não me serve. Causa boca seca e boca seca pede beijo: o seu.

Você me desafia a provocar teu limite e ele se resume a um abraço demorado e uma leve marca de gloss nos teus lábios. Mais que isso, é ir além do teu possível.

Cadê aquele menino que me dizia “jump”? Que provocava minha loucura até a quase insanidade? Que ainda se diz louco, mas tá preso a um respeito “dedicado” a mim. A mim?!

Pois eu grito: NÃO ME RESPEITE!

Eu não quero teorias. Eu quero comer você. Quem sabe, depois te vomitar e aí, com a mistura de mim, talvez você volte a ser aquele menino do cáos que tanto mexe com o meu eixo...ainda.

2 comentários:

Giselle Ponciano disse...

Ufa! Fiquei sem respiração!

eliane cristina disse...

alguém anotou a placa ???? AVE!!!!!